Cereja do Topo, por Lorena Gonzalez.

Tira teu verso
13 de dezembro de 2016 às 6:28 PM | por Lorena Gonzalez Leal.
Tira do meu peito as tuas marcas, me descasca
e ranca fora esse desejo,
esse teu sumo que me escorreu.

Tira da minha pele esse teu cheiro, me abre inteiro
e estilhaça
essa vontade de te ver,
te compreender.


Tira do meu colo o teu conforto e me confronta
nesse teu jogo,
nessa tua dança,
nesse teu jeito de viver sem mim.

0 comentários

Posts antigos.
Lorena.

Paranaense, estudante de moda, escorpiana, chocólatra, impaciente, curiosa, desorganizada, ansiosa. Eu tenho um macaco azul e um sapo de aparelho, nunca tive amigos imaginários e no dia da Toalha eu levo a minha para todos os lugares. Dou risada em filme de terror, adoro cama-elástica, algodão doce e maçã do amor, acho divertido subir em árvores. Adoro escrever... Não me atreveria jamais a escrever um poema, sei que meu lugar é a prosa, o verso eu deixo pra quem quiser.

Sobre o blog.

"Escrevo por não ter nada a fazer no mundo: sobrei e não há lugar pra mim na terra dos homens. Escrevo porque sou um desesperado e estou cansado, não suporto mais a rotina de me ser e se não fosse a sempre novidade que é escrever, eu me morreria simbolicamente todos os dias. Mas preparado estou para sair discretamente pela saída da porta dos fundos. Experimentei quase tudo, inclusive a paixão e o seu desespero. E agora só quereria ter o que eu tivesse sido e não fui."




Agradecimentos.

Skin:Júlia Duarte.
Basecode:Jaja
Best view:Google Chrome